CINTILOGRAFIA DE PERFUSÃO MIOCÁRDICA


CINTILOGRAFIA DE PERFUSÃO MIOCÁRDICA

       A Cintilografia de perfusão miocárdica pode ser realizada com um teste ergométrico (Estresse Físico) ou pela administração de drogas que aumentam a frequência cardíaca (Estresse Farmacológico) que além disto inclui a injeção de um traçador radioisotópico (geralmente o MIBI) na veia, na hora em que se atinge o máximo do esforço ou frequência cardíaca máxima.                

Depois do exercício, o paciente deita-se em uma maca e são tiradas fotografias com uma câmara especial que vê como o traçador se distribuiu no músculo do coração.

 EXAME NORMAL ( observe os pares simétricos)

Esfôrço

 

Repouso

Esfôrço

Repouso

 

Esforço

Repouso

 

 EXAME ALTERADO ( observe os pares assimétricos)

Se uma área do coração não recebe a quantidade normal de sangue, haverá um defeito na imagem produzida, porque o traçador não chegou nesta área. As fotografias feitas após o exercício são comparadas às fotografias feitas em repouso. O fluxo sanguíneo que é normal durante o repouso, mas anormal durante o exercício (um defeito de perfusão) é uma indicação de que o coração não está recebendo sangue suficiente.

    Para alguns pacientes o teste ergométrico com MIBI é mais preciso do que o teste ergométrico simples. A cintilografia de perfusão miocárdica é um exame não invasivo e não tem outros riscos além daqueles de um teste ergométrico. O isótopo radioativo injetado para o estudo produz menos radiação que procedimentos que usam raios-X como cateterismo cardíaco

 ou urografia excretora e também não produz alergias.

Indicações mais frequentes para o teste ergométrico com

MIBI
(cintilografia de perfusão miocárdica esforço e repouso)

  • Quando o teste ergométrico de rotina é inconclusivo
  • Quando o eletrocardiograma de repouso é anormal (p.ex. no bloqueio de ramo esquerdo) para determinar se a doença coronariana é causa ou está associada com as alterações
  • Dor torácica atípica e ECG de repouso normal
  • Pacientes com limitação ao exercício: obesos, hipertensos, deficientes físicos ou com claudicação intermintente (estresse farmacológico com dipiridamol). O dipiridamol é um vasodilatador coronariano que simula os efeitos do exercício.
  • Para avaliar os resultados de cirurgia de revascularização miocárdica ou angioplastia
  • Quando o paciente é portador de doença arterial coronariana e necessita saber a extensão e a severidade da doença ( conhecido como estratificação de risco)
  • Acompanhamento de tratamento clínico em pacientes com doença arterial coronariana.  

                            VENTRICULOGRAFIA   ( avalia a função ventricular )

          

Rua 1124, nº 469 Setor Marista - Goiânia - GO - CEP: 74-175-080
(62) 3281-3837 | contato@imcc-cardio.com.br